Mil e uma #1 – Justiça e infinito

Se Deus não existe, tudo é permitido? Não. Se não existe a justiça, tudo é permitido. É preciso crer na justiça. A justiça exige fé. Creio que a justiça existe. Ponto final.
Jogando-se uma moeda 4 vezes, as 16 possibilidades de resultado parecem igualmente motivadas ou imotivadas. Se forem n os lançamentos, o número de resultados é 2ⁿ, e qualquer um deles parecerá igualmente motivado/imotivado. Somente pensando-se em infinitos lançamentos podemos ver “sentido” na distribuição equitativa de ocorrências; o sentido exige o infinito. Localmente, a justiça existe apenas de modo circunstancial. É possível jogar uma moeda 10 vezes e termos exatamente 5 caras e 5 coroas, mas isto pode não ocorrer.
A vida de um ser humano tem uma duração finita, sempre estando aberta à possibilidade da injustiça. Todo balanço vital é finito, é parcial. A garantia da justiça, a percepção do sentido das ações exige a perspectiva do infinito, da eternidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *